Últimas Postagens

sexta-feira

O que você tem feito de bom ao planeta

- Nenhum comentário
O Planeta está mudando e sabemos que não é para melhor. Podemos notar as mudanças a cada dia, seja por meio do clima ou de chuvas irregulares. Também sabemos quem é o maior responsável por esses acontecimentos, o próprio ser humano. 

Leia também

O que você tem feito de bom ao planeta
Sabemos que a Terra sofre, principalmente por ações negativas do ser humano. 

Também sabemos que há maneiras de reduzir os danos causados, e você já parou para pensar o que tem feito ou poderia fazer para ajudar? 

O Planeta pode ser salvo mas para isso é necessário que cada um de nós faça a sua parte. Se cada um de nós fizer um pouquinho a partir de hoje, com certeza, a Terra poderá recuperar pelo menos um pouco do que era antes. 

O que podemos fazer para ajudar o nosso planeta


Veja abaixo algumas dicas que você pode seguir e fazer a sua parte nesta luta para salvar o nosso planeta: 

1 - Plante árvores; 

As árvores são importantes ao ecossistema mantendo o ar limpo e evitando a erosão do solo. Plante uma árvore, que pode ser frutífera ou de sua preferência, pois além da sombra produzira frutos;

2 - Não polua o meio ambiente; 

3 - Escolha o transporte coletivo, caminhe mais ou utilize uma bicicleta; 

4 - Separe o lixo; 

5 - Não faça queimadas; 

6 - Escolha produtos naturais; 

7 - Aplique os 3 erres da sustentabilidade - Reduza - Reutilize e Recicle; 

8 - Economize água; 

- Aplicar medidas para redução do uso da água é algo que pode ser aplicado imediatamente; 

- É importante lembrar que no Brasil existem Estados que já enfrentam a falta de água; 

- Fique de olho na sua conta e caso note alguma diferença significativa de valores pode indicar vazamentos; 

- Tente reutilizar a água do banho, por exemplo, para limpar o piso; 

- Evite desperdício de qualquer tipo de produto;

9 - Economize produtos descartáveis

- Quantas vezes você bebe água durante o dia?

- A fabricação de um copo descartável exige a presença de alguns elementos como a água, a matéria-prima, a energia elétrica e a mão de obra. Sendo assim, já pensou o quanto você economizaria se trocasse o uso de copos descartáveis por uma caneca que pode ser utilizada durante o dia todo. Dessa forma você diminuiria a produção de lixo e também colaboraria com o meio ambiente.  

10 - Economize o papel

- Para a produção de uma tonelada de papel, além de mão-de-obra  qualificada é necessário 17 árvores, 100 mil litros de água e 5 mil KW de energia.

- Você pode trocar a forma de recebimento de faturas e boletos impressos pela versão digital. Quantos cidadãos recebem mensalmente fatura impressa por meio dos correios. Além disso, muitas vezes a fatura entrega pelos correios acaba chegando após a data de vencimento.

11 - Use menos produtos químicos; 

- Quando não houver uma alternativa a um produto químico, verifique a possibilidade de reduzir a quantidade do mesmo de forma que cumpra sua finalidade sem causar maiores danos a natureza; 

- Contate as autoridades a respeito dos locais adequados para descarte de materiais como tintas, solventes e quaisquer outros tipos de produtos químicos; 

- Se você souber de industrias que não estão de acordo com as normas de proteção ambiental, efetue denúncias, pois dependendo do tamanho da indústria o dano pode ser imenso; 

12 - Economize energia, desligue os equipamentos elétricos que não estão sendo utilizados; 

13 - Faça compostagem, que consiste em uma pratica de reaproveitamento de restos alimentares na terra como adubo; 

14 - Respeite os animais 

- Muitas pessoas não sabem, mas existem animais que são essenciais ao equilíbrio do ecossistema como as abelhas, por exemplo. 

- Muitas espécies de plantas e animais dependem da existência das abelhas, inclusive o ser humano que utiliza o mel como alimento e matéria prima para diversos produtos. 

15 - Incentive outras pessoas a fazer o bem; 

Se gostou das dicas ou tem alguma sugestão compartilhe, deixe seu comentário e assine o boletim para receber atualizações.

Tome cuidado a eletricidade pode matar

- Nenhum comentário
Com fogo e água não se brinca e com a eletricidade não pode ser diferente, pois ela é capaz de causar incêndios e até mesmo matar. 

Leia também

Desde criança sabemos que é perigoso mexer com eletricidade e o risco de acidentes no trabalho ou fora dele pode ser fatal ou deixar sequelas para a vida toda. 

Eletricista-observando-painel-elétrico

A eletricidade é um dos ramos de atuação que exige um bom treinamento e capacitação, equipamentos de proteção adequados e muita responsabilidade dos envolvidos. 

Instalações elétricas inadequadas ou com falta de manutenção podem ocasionar diversos danos, sendo assim, ela merece uma atenção especial. 

Dicas de segurança com eletricidade


Qualquer atitude relacionada à eletricidade deve ser feita de maneira consciente. Veja abaixo algumas dicas de segurança que são importantes que você saiba: 

– Antes de trabalhar com eletricidade, mesmo a chave geral estando desligada, verifique se esta totalmente sem energia. Isso pode ser feito por meio de uma chave teste; 

– Mantenha as tomadas que estão sem uso com proteção. Atualmente temos no mercado diversos acessórios para tapa-las e proteger principalmente as crianças; 

– Inspecione a fiação elétrica e qualquer desgaste anormal contate um profissional; 

– Mantenha a fiação coberta; 

– Não esqueça de colocar um fio terra em todas as tomadas da casa, pois além de proteger a integridade física dos usuários, protege os equipamentos também; 

– Não pise em fios caído; 

– Não coloque vários aparelhos em uma mesma tomada, isso pode ocasionar uma sobrecarga ou até mesmo incêndio; 

– Não deixe o ferro de passar roupa ligado enquanto faz outra atividade; 

– Em caso de ausência por um longo período de tempo, principalmente em tempo de férias, desligue o disjuntor principal. 

– Em tempo de chuva, não pare debaixo da rede elétrica; 

– Em caso de acidente mantenha uma distância segura da rede; 

– Cuidado com pipas, drones ou brincadeiras próximo a rede elétrica; 

– Não faça e nem use ligações clandestinas; 

– Não desligue os aparelhos puxando-os diretamente da tomada; 

– Leia as instruções dos aparelhos e equipamentos sempre que necessário; 

– Utilize ferramentas adequadas e com proteção; 

– Utilize calçados fechados e emborrachados; 

– Equipamentos como a roçadeira “abelhinha”, por exemplo, devem ser desconectados da tomada durante a troca ou o aumento do cordão de nylon; 

– Não use aparelho com fio em mau estado ou desencapado; 

– Obedeça as orientações do instalador quanto ao uso correto dos equipamentos; 

– Obedeça as normas de segurança indicativas em cada aparelho ou equipamento que possuir em casa; 

– Atente com a umidade nas tomadas; 

– Não manuseie aparelhos elétricos com as mãos ou os pés molhados; 

– Ao conectar qualquer equipamento na tomada verifique se o mesmo está desligado; 

– Verifique a tensão da tomada e a tensão do aparelho; 

– Antes de alterar a temperatura do chuveiro desligue-o; 

– Ao trocar uma lâmpada ou o chuveiro desligue o disjuntor; 

– As tomadas com os buracos com tom escuro indicam que o seu circuito está sobrecarregado; 

– Os disjuntores são projetados para desligarem-se caso ocorra alguma anormalidade, contudo, antes de liga-lo novamente tenha certeza que o ambiente está seguro; 

– Caso note alguma irregularidade como super aquecimento, fumaça ou algum cheiro estranho como borracha queimada por exemplo, desligue a energia geral; 

– Contratar um profissional capacitado para efetuar o trabalho ainda é a melhor saída; 

Se gostou das dicas compartilhe.

domingo

Fadiga ocular ou astenopia

- Nenhum comentário

O que é fadiga ocular 


A astenopia é um termo médico que designa a fadiga ocular (ou vista cansada). Esse problema é causado, principalmente, quando precisamos fixar os olhos por muito tempo em uma determinada atividade como trabalhos artesanais, ler e escrever, utilizar o computador ou Smartphone, por exemplo. 

Leia também

A fadiga ocular pode atingir pessoas de qualquer faixa etária, pois tudo depende da atividade desenvolvida. 


Principais sintomas da fadiga ocular 


Veja abaixo alguns dos principais sintomas da fadiga ocular: 

- Dores de cabeça; 

- Cansaço nos olhos; 

- Sono; 

- Ardência; 

- Olhos secos, entre outros sintomas. 

O que fazer para evitar a fadiga ocular 


– Utilize iluminação adequada; 

– Ajuste o brilho do seu monitor; 

– Descanse a visão regularmente, determine um período de tempo e faça uma pausa para descansar; 

– Mantenha uma distância de 50 a 70 cm entre o monitor e seus olhos; 

– Coloque a tela do computador em um nível abaixo dos olhos; 

– Visite regularmente um oftalmologista; 

– Evite o uso excessivo de aparelhos eletronicos; 

– Tenha uma boa noite de sono; 

Atenção 


Ao aparecimento de qualquer sintoma mencionado de fadiga ocular, é aconselhável que você procure um médico oftalmologista, pois somente ele como especialista poderá diagnosticar e indicar o melhor tratamento. 

Referências

sábado

Dicas de segurança para o seu trajeto diário

- Nenhum comentário
Você que trabalha diariamente precisa tomar cuidado com a monotonia dos trajetos. Uma distração pode ocorrer facilmente por se tratar de um trajeto repetitivo. Muitas vezes por causa disso acabamos fazendo movimentos de forma “mecânica” sem nos dar conta do que estamos exatamente fazendo.

Leia também

Se você utiliza meios próprios de locomoção como carro, moto ou até mesmo transporte público ou privado precisa tomar alguns cuidados.


Abaixo coloquei algumas dicas para você evitar distrações durante o seu trajeto:

Trajeto à pé


- O pedestre com certeza é a parte mais vulnerável no trânsito. Sendo assim, caminhar na defensiva e sempre com atenção será a melhor atitude;

- Atravesse a rua com segurança, ande pelas calçadas, obedeça a sinalização e tome cuidado com obstáculos como calçadas danificadas, obras e motoristas imprudentes;

Trajeto de Bicicleta


- Não esqueça do capacete;

- Se houver no local, utilize as ciclovias ou ciclo-faixas;

- Mantenha-se atento durante todo o trajeto;

Transporte público


- Evite correr até o ponto de ônibus, tente sair de casa com antecedência;

- Evite ficar em pé no veículo e caso for necessário, apoie bem os seus pés e segure-se com firmeza. Observe a rua, assim você poderá prever o movimento do motorista;

- Após desembarcar tome cuidado ao atravessar a rua, prefira deixar o veículo sair antes de fazer a travessia;

Trajeto de carro


- Não utilize telefone celular enquanto dirige, mesmo que não pareça ele tira sua atenção, pode ser mínima mas será o suficiente para causar um acidente; 

- Não utilize fones de ouvido ou similares, pois poderá distraí-lo também, porém se for necessário atender uma ligação ou responder alguma mensagem, pare o carro em local seguro; 

- Evite fumar ao dirigir, pois o cigarro libera pequenas brasas que podem tirar a sua atenção. Além do mau cheiro, pode ocasionar danos em acessórios do seu carro como os bancos ou a sua própria roupa; 

- Não coma durante a condução do veículo, pois ao derrubar algo o instinto humano busca de qualquer forma tentar apanhar o que está caindo. Se você estiver dirigindo poderá facilmente perder o controle do carro por causa de algum movimento brusco; 

- Mantenha uma distância segura do veículo da frente, assim você terá tempo de raciocinar quanto a uma situação de risco;

Trajeto de moto


- Um acidente de moto pode ser fatal, pois em caso de batida, o piloto será o "próprio para-choque";

-  Respeite a sinalização de trânsito;

- Não faça "zig-zag" na pista passando entre os carros;

- Mantenha uma distância segura dos carros;

- Sinalize com antecedência qualquer manobra que pretenda fazer;

- Durante a noite utilize colete reflexivo ou roupas claras, com isso, facilita a visão de outros motoristas;

Por fim, não brinque no volante, dirigir é coisa séria, faça com atenção e responsabilidade. Assim, você será capaz de prever situações de risco antes que possam causar um problema maior.

Se gostou das dicas ou quer complementar o assunto deixe seu recado nos comentários. 

Se acredita que esse conteúdo pode ser útil para mais pessoas distribua, compartilhe. 

Obrigado.

sexta-feira

Como proceder após um acidente de trânsito

- Nenhum comentário
Se envolveu em um acidente de trânsito e não sabe como proceder, continue a leitura e fique por dentro.

Leia também:

Carro-batendo-na-lateral-de-outro-carro


- Primeira dica e muito importante independentemente de ter vítima ou não, jamais fuja do local do acidente; 

Veja o que diz o art. 301 do Código de Transito Brasileiro: 

Art. 301. Ao condutor de veículo, nos casos de acidentes de trânsito de que resulte vítima, não se imporá a prisão em flagrante, nem se exigirá fiança, se prestar pronto e integral socorro àquela.

- Primeiramente analise se há vítimas ou não; 
- Sinalize o local do acidente para que não ocorram outros acidentes; 
- Ocorrendo somente danos materiais, caso necessário e se possível, retire da via os obstáculos; e 
- Acione as autoridades de trânsito; 
- Sempre que alguém se machucar a polícia deve ser comunicada;
- Permaneça no local do acidente para prestar auxílio no que for necessário e informações sobre o fato ocorrido, *salvo se houver risco a sua integridade; 

O que é omissão de socorro


Veja o que diz o art. 135 do Código de Penal, quanto ao conceito de omissão de socorro: 

Art. 135 - Deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo sem risco pessoal, à criança abandonada ou extraviada, ou à pessoa inválida ou ferida, ao desamparo ou em grave e iminente perigo; ou não pedir, nesses casos, o socorro da autoridade pública.

De acordo com o Código Penal brasileiro omissão de socorro é deixar de prestar assistência: 

- à criança abandonada ou extraviada;
- à pessoa inválida ou ferida; 
- ao desamparo ou em grave e iminente perigo; ou 
- não pedir, nesses casos, o socorro da autoridade pública:

Observação: 

- Não configura crime de omissão quando a prestação de socorro implicar risco pessoal ao autor do fato ocorrido.

Redes sociais 


Utilize com responsabilidade as redes sociais, pois acontecimentos verídicos, porem impróprios ocorrem frequentemente como vídeos e imagens de pessoas acidentadas sem o consentimento da vítima. 

Tendo em vista ser um meio de comunicação muito rápido, utilize-o para o bem, pois muitas vezes circulam pela internet vídeos e imagens de pessoas vítimas de acidentes, causando maiores sofrimentos aos amigos e familiares. 

Preocupe-se em ajudar, não em transformar a dor de uma família mais dolorida.

Se gostou das dicas compartilhe, deixe sua opinião.

Referências
Código Penal
Código de Transito Brasileiro

sábado

A importância da reciclagem para o meio ambiente

- Nenhum comentário
A reciclagem é a terceira medida aplicada dentre uma hierarquia de três práticas que são a redução, a reutilização e a reciclagem, conhecidas como os três erres da sustentabilidade. 

O que é reciclagem 


A importância da reciclagem para o meio ambienteA Reciclagem é basicamente a reutilização de materiais como matéria-prima para a fabricação de novos produtos. 

A expressão “reciclagem” vem do inglês “recycle” que significa repetir o ciclo; 

- Re = Repetir;
- Cycle = Ciclo;

Sabemos que para a fabricação de um novo produto é necessário matéria-prima, energia, etc. Sendo assim, vamos usar como exemplo a produção do papel. 

Leia também 

Para PRODUZIR uma tonelada de papel será preciso: 

- 17 árvores; 
- 100 mil litros de água; 
- 5 mil KW de energia; 

Para RECICLAR uma tonelada de papel será preciso: 

- 2 mil litros de água; 
- Metade da energia utilizada para a produção; 

Importância da reciclagem para o meio ambiente 


A importância da reciclagem está relacionada ao desenvolvimento sustentável, pois é uma pratica fundamental para a manutenção no nosso planeta.

Diversos produtos demoram muito tempo para decomposição e se jogados de qualquer maneira no meio ambiente podem ser prejudiciais.

Sendo assim, temos a possibilidade de minimizar essa situação por meio da reciclagem, pois podemos diminuir a exploração de nova matéria-prima reaproveitando o material já utilizado.

Vantagens da reciclagem 


Veja algumas vantagens que a reciclagem pode nos proporcionar: 

- Redução do consumo de nova matéria-prima; 
- Redução da poluição; 
- Redução do impacto ambiental; 
- Redução da quantidade de lixo a ser tratado em aterros sanitários; 
- Redução no consumo de energia; 
- Redução da emissão de gases poluentes; 
- Geração de emprego; 

Por fim, nota-se que o meio ambiente carece de cuidados e atenção. Sendo assim, uma medida que pode ser aplicada por todos e a reciclagem. 

Mas não esqueça, ao manusear os resíduos algumas medidas preventivas devem ser adotadas como a utilização de luvas para evitar a exposição a agentes nocivos à saúde. 

Se gostou das dicas compartilhe.

Referências
Recicloteca
Brasil Escola

sexta-feira

A sustentabilidade e o meio ambiente

- Nenhum comentário
Mãos-segurando-um-pouco-terra-com-uma-planta-verde
Conforme o dicionário sustentabilidade é a “qualidade ou propriedade do que é sustentável, do que é necessário à conservação da vida”. 

A sustentabilidade são praticas voltadas à atender as necessidades humanas. Essas práticas devem ser aplicadas sem agredir o meio ambiente nem comprometer as gerações futuras. É fundamental, não apenas aos seres humanos, mas à todos os seres vivos. 

OS 3 R’s DA SUSTENTABILIDADE 


Você já ouviu falar nos 3 R’s da Sustentabilidade - Redução, Reutilização e Reciclagem. Eles representam três praticas educativas que buscam diminuir o desperdício e consequentemente melhorar o meio ambiente.

Leia também 

Sabemos que existem vários produtos e acessórios, inclusive descartáveis, capazes de causar grandes malefícios à saúde e ao meio ambiente. 

As três praticas para melhoria do meio ambiente a serem aplicadas pelas pessoas são a redução, a reutilização e a reciclagem de resíduos. São atitudes simples que podem trazer grandes benefícios a longo prazo. 

Veja mais detalhadamente os três “erres” da sustentabilidade 

REDUÇÃO


A “redução” consiste em ações que apontem para a diminuição do lixo, independentemente do tipo. Está ligada à diversos produtos, materiais, bens e serviços que muitas vezes adquirimos em excesso, ou seja, possuímos sem a real necessidade. 

A fabricação e a distribuição desses produtos necessita de outros materiais como a matéria prima que muitas vezes pode estar acabando. 

Podemos colaborar com a redução dos impactos negativos controlando o uso inadequado e excessivo de certos produtos como o papel, a água e muitos outros. 

Veja algumas práticas ligadas diretamente à redução 

- Uso da água de forma consciente; 
- Economia de energia; 
- Economia de combustíveis; 
- Aquisição de bens e produtos duráveis como exemplo, as sacolas retornáveis; 
- Etc. 

REUTILIZAÇÃO


- Reutilizar* é reaproveitar o material que continuará o mesmo; 
- O material não será reprocessado para cumprir uma nova finalidade; 
- O produto antigo não será transformado em um novo produto; 
- Ele pode ser aplicado ou não na mesma função; 

Muitas vezes colocamos no lixo vários produtos que poderiam ser reutilizados para outra finalidade. A ação de reutilizar é a possibilidade de criar alguma coisa com aquilo que seria descartado. 

A reutilização além de contribuir com a saúde do meio ambiente pode ser capaz de gerar uma boa economia financeira. 

Veja algumas práticas ligadas à reutilização 

- A água utilizada na máquina de lavar pode ser reutilizada para lavar a calçada; 
- A aquisição de bens e produtos produzidos com materiais recicláveis; 
- Tentar fazer um orçamento quanto a um produto danificado antes de adquirir um novo, podendo assim avaliar o que sairá mais em conta, tendo em vista que alguns produtos não são recicláveis; 
- Efetuar doações de algo que não precisa ou pretende trocá-lo; 
- Etc. 

RECICLAGEM


- Reciclar** é transformar o material em uma nova matéria-prima; 

A pratica de reciclar é importante para manter o meio ambiente limpo, pois assim, evitamos o excesso de materiais em aterros sanitários ou em qualquer outro local de forma incorreta. 

A reciclagem é fundamental para transformar um produto não mais utilizado em uma nova matéria-prima. 

Veja algumas práticas ligadas à reciclagem 

- Separação do lixo orgânico do reciclável; 
- Etc. 

Atenção com a diferença entre reutilizar e reciclar 

- Reutilizar* - é reaproveitar o material que continuará o mesmo; 

Exemplo: 
- Uma folha de papel usada pode ser transformada em rascunho. 
- Um pote de sorvete utilizado como local de guarda. 

- Reciclar** - é transformar o material em uma nova matéria-prima; 

Exemplo
- A garrafa PET pode ser transformada em tecido (fibra de poliéster). 

Para refletir


Por fim vou pedir que você reflita por um momento. 

- Apenas uma pessoa jogando uma pequena embalagem no chão, pode não fazer muita diferença. 
- Mas quantas pessoas existem só no Brasil, e no mundo?
- E se todos resolverem adotar a mesma atitude? 
- Dependendo da atitude isso pode ser bom ou ruim. 

Se gostou das dicas compartilhe, deixe seu comentário. Obrigado.

Referências
eCycle;