Últimas Postagens

sexta-feira

Como proceder após um acidente de trânsito

- Nenhum comentário
Se envolveu em um acidente de trânsito e não sabe como proceder, continue a leitura e fique por dentro.

Leia também:

Carro-batendo-na-lateral-de-outro-carro


- Primeira dica e muito importante independentemente de ter vítima ou não, jamais fuja do local do acidente; 

Veja o que diz o art. 301 do Código de Transito Brasileiro: 

Art. 301. Ao condutor de veículo, nos casos de acidentes de trânsito de que resulte vítima, não se imporá a prisão em flagrante, nem se exigirá fiança, se prestar pronto e integral socorro àquela.

- Primeiramente analise se há vítimas ou não; 
- Sinalize o local do acidente para que não ocorram outros acidentes; 
- Ocorrendo somente danos materiais, caso necessário e se possível, retire da via os obstáculos; e 
- Acione as autoridades de trânsito; 
- Sempre que alguém se machucar a polícia deve ser comunicada;
- Permaneça no local do acidente para prestar auxílio no que for necessário e informações sobre o fato ocorrido, *salvo se houver risco a sua integridade; 

O que é omissão de socorro


Veja o que diz o art. 135 do Código de Penal, quanto ao conceito de omissão de socorro: 

Art. 135 - Deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo sem risco pessoal, à criança abandonada ou extraviada, ou à pessoa inválida ou ferida, ao desamparo ou em grave e iminente perigo; ou não pedir, nesses casos, o socorro da autoridade pública.

De acordo com o Código Penal brasileiro omissão de socorro é deixar de prestar assistência: 

- à criança abandonada ou extraviada;
- à pessoa inválida ou ferida; 
- ao desamparo ou em grave e iminente perigo; ou 
- não pedir, nesses casos, o socorro da autoridade pública:

Observação: 

- Não configura crime de omissão quando a prestação de socorro implicar risco pessoal ao autor do fato ocorrido.

Redes sociais 


Utilize com responsabilidade as redes sociais, pois acontecimentos verídicos, porem impróprios ocorrem frequentemente como vídeos e imagens de pessoas acidentadas sem o consentimento da vítima. 

Tendo em vista ser um meio de comunicação muito rápido, utilize-o para o bem, pois muitas vezes circulam pela internet vídeos e imagens de pessoas vítimas de acidentes, causando maiores sofrimentos aos amigos e familiares. 

Preocupe-se em ajudar, não em transformar a dor de uma família mais dolorida.

Se gostou das dicas compartilhe, deixe sua opinião.

Referências
Código Penal
Código de Transito Brasileiro

sábado

A importância da reciclagem para o meio ambiente

- Nenhum comentário
A reciclagem é a terceira medida aplicada dentre uma hierarquia de três práticas que são a redução, a reutilização e a reciclagem, conhecidas como os três erres da sustentabilidade. 

O que é reciclagem 


A importância da reciclagem para o meio ambienteA Reciclagem é basicamente a reutilização de materiais como matéria-prima para a fabricação de novos produtos. 

A expressão “reciclagem” vem do inglês “recycle” que significa repetir o ciclo; 

- Re = Repetir;
- Cycle = Ciclo;

Sabemos que para a fabricação de um novo produto é necessário matéria-prima, energia, etc. Sendo assim, vamos usar como exemplo a produção do papel. 

Leia também 

Para PRODUZIR uma tonelada de papel será preciso: 

- 17 árvores; 
- 100 mil litros de água; 
- 5 mil KW de energia; 

Para RECICLAR uma tonelada de papel será preciso: 

- 2 mil litros de água; 
- Metade da energia utilizada para a produção; 

Importância da reciclagem para o meio ambiente 


A importância da reciclagem está relacionada ao desenvolvimento sustentável, pois é uma pratica fundamental para a manutenção no nosso planeta.

Diversos produtos demoram muito tempo para decomposição e se jogados de qualquer maneira no meio ambiente podem ser prejudiciais.

Sendo assim, temos a possibilidade de minimizar essa situação por meio da reciclagem, pois podemos diminuir a exploração de nova matéria-prima reaproveitando o material já utilizado.

Vantagens da reciclagem 


Veja algumas vantagens que a reciclagem pode nos proporcionar: 

- Redução do consumo de nova matéria-prima; 
- Redução da poluição; 
- Redução do impacto ambiental; 
- Redução da quantidade de lixo a ser tratado em aterros sanitários; 
- Redução no consumo de energia; 
- Redução da emissão de gases poluentes; 
- Geração de emprego; 

Por fim, nota-se que o meio ambiente carece de cuidados e atenção. Sendo assim, uma medida que pode ser aplicada por todos e a reciclagem. 

Mas não esqueça, ao manusear os resíduos algumas medidas preventivas devem ser adotadas como a utilização de luvas para evitar a exposição a agentes nocivos à saúde. 

Se gostou das dicas compartilhe.

Referências
Recicloteca
Brasil Escola

sexta-feira

A sustentabilidade e o meio ambiente

- Nenhum comentário
Mãos-segurando-um-pouco-terra-com-uma-planta-verde
Conforme o dicionário sustentabilidade é a “qualidade ou propriedade do que é sustentável, do que é necessário à conservação da vida”. 

A sustentabilidade são praticas voltadas à atender as necessidades humanas. Essas práticas devem ser aplicadas sem agredir o meio ambiente nem comprometer as gerações futuras. É fundamental, não apenas aos seres humanos, mas à todos os seres vivos. 

OS 3 R’s DA SUSTENTABILIDADE 


Você já ouviu falar nos 3 R’s da Sustentabilidade - Redução, Reutilização e Reciclagem. Eles representam três praticas educativas que buscam diminuir o desperdício e consequentemente melhorar o meio ambiente.

Leia também 

Sabemos que existem vários produtos e acessórios, inclusive descartáveis, capazes de causar grandes malefícios à saúde e ao meio ambiente. 

As três praticas para melhoria do meio ambiente a serem aplicadas pelas pessoas são a redução, a reutilização e a reciclagem de resíduos. São atitudes simples que podem trazer grandes benefícios a longo prazo. 

Veja mais detalhadamente os três “erres” da sustentabilidade 

REDUÇÃO


A “redução” consiste em ações que apontem para a diminuição do lixo, independentemente do tipo. Está ligada à diversos produtos, materiais, bens e serviços que muitas vezes adquirimos em excesso, ou seja, possuímos sem a real necessidade. 

A fabricação e a distribuição desses produtos necessita de outros materiais como a matéria prima que muitas vezes pode estar acabando. 

Podemos colaborar com a redução dos impactos negativos controlando o uso inadequado e excessivo de certos produtos como o papel, a água e muitos outros. 

Veja algumas práticas ligadas diretamente à redução 

- Uso da água de forma consciente; 
- Economia de energia; 
- Economia de combustíveis; 
- Aquisição de bens e produtos duráveis como exemplo, as sacolas retornáveis; 
- Etc. 

REUTILIZAÇÃO


- Reutilizar* é reaproveitar o material que continuará o mesmo; 
- O material não será reprocessado para cumprir uma nova finalidade; 
- O produto antigo não será transformado em um novo produto; 
- Ele pode ser aplicado ou não na mesma função; 

Muitas vezes colocamos no lixo vários produtos que poderiam ser reutilizados para outra finalidade. A ação de reutilizar é a possibilidade de criar alguma coisa com aquilo que seria descartado. 

A reutilização além de contribuir com a saúde do meio ambiente pode ser capaz de gerar uma boa economia financeira. 

Veja algumas práticas ligadas à reutilização 

- A água utilizada na máquina de lavar pode ser reutilizada para lavar a calçada; 
- A aquisição de bens e produtos produzidos com materiais recicláveis; 
- Tentar fazer um orçamento quanto a um produto danificado antes de adquirir um novo, podendo assim avaliar o que sairá mais em conta, tendo em vista que alguns produtos não são recicláveis; 
- Efetuar doações de algo que não precisa ou pretende trocá-lo; 
- Etc. 

RECICLAGEM


- Reciclar** é transformar o material em uma nova matéria-prima; 

A pratica de reciclar é importante para manter o meio ambiente limpo, pois assim, evitamos o excesso de materiais em aterros sanitários ou em qualquer outro local de forma incorreta. 

A reciclagem é fundamental para transformar um produto não mais utilizado em uma nova matéria-prima. 

Veja algumas práticas ligadas à reciclagem 

- Separação do lixo orgânico do reciclável; 
- Etc. 

Atenção com a diferença entre reutilizar e reciclar 

- Reutilizar* - é reaproveitar o material que continuará o mesmo; 

Exemplo: 
- Uma folha de papel usada pode ser transformada em rascunho. 
- Um pote de sorvete utilizado como local de guarda. 

- Reciclar** - é transformar o material em uma nova matéria-prima; 

Exemplo
- A garrafa PET pode ser transformada em tecido (fibra de poliéster). 

Para refletir


Por fim vou pedir que você reflita por um momento. 

- Apenas uma pessoa jogando uma pequena embalagem no chão, pode não fazer muita diferença. 
- Mas quantas pessoas existem só no Brasil, e no mundo?
- E se todos resolverem adotar a mesma atitude? 
- Dependendo da atitude isso pode ser bom ou ruim. 

Se gostou das dicas compartilhe, deixe seu comentário. Obrigado.

Referências
eCycle;

sábado

Cuidados com as crianças

- Nenhum comentário
Criança-apertando-o-dedo-de-um-adulto
O que colocarei aqui são eventos que realmente podem ou já ocorreram com alguma criança em algum lugar. Acredite, pois são coisas evitáveis que infelizmente acontecem. 

Produtos químicos de limpeza doméstica 


Uma das causas que mais colabora para estes acontecimentos é a falta de identificação dos produtos. Isso ocorre geralmente por se tratar de produtos adquiridos a granel, geralmente feitos artesanalmente, não possuindo identificação correta ou faltando. 

Mantenha os produtos de limpeza identificados e totalmente fora do alcance das crianças


É fundamental que cada tipo de produto doméstico seja identificado corretamente, ainda mais em se tratando de produto perigoso. Tudo isso é um convite à uma criança que tem uma imaginação muito fértil. 

Os produtos possuem cores bonitas e chamativas e isso é um convite para as crianças que tem muita curiosidade. Também sabemos que, geralmente, a primeira ação de uma criança é levar objetos e acessórios à boca, e com produtos de limpeza não é diferente. 

Medicamentos 


Os medicamentos precisam estar em local apropriado e bem acondicionados. 

Leia também

Plugues e Tomadas 


As tomadas que não estão sendo utilizadas devem estar cobertas; 

Vaso sanitário 


O vaso sanitário é capaz de ocasionar um afogamento de uma criança pequena, portanto o ideal é que se mantenha fechada e trancada com algum dispositivo de segurança; 

Sacos Plásticos 


Os sacos plásticos podem ocasionar sufocamento por asfixia, pois as crianças podem coloca-los na cabeça; 

Piscinas 


As piscinas devem ficar isoladas, e quando se tratar de piscinas pequenas vire-as com a boca para baixo; 

Não deixe as crianças sozinhas, mantenha sempre um adulto por perto; 

Janelas e Cortinas 


As janelas devem possuir redes ou grades de proteção, caso tenha dúvida do tipo mais indicado, peça auxílio à um especialista; 

Se suas cortinas possuírem barbante para abertura, cuidado com o comprimento do mesmo, pois as crianças possuem muita criatividade e podem utilizá-los para outras coisas. 

Brinquedos 


Cuidado com brinquedos pequenos, verifique se foram testados pelo INMETRO e se estão de acordo com a faixa etária da criança; 

As crianças não possuem conhecimento da gravidade de um acidente por mais simples que possa parecer. Não tem noção do perigo, portanto cabe a nós responsáveis orientá-los e protege-los durante sua caminhada de crescimento. 

Muitos acidentes poderem ser evitados, basta que tenhamos atitudes conscientes e seguras. 

Se gostou das dicas e acredita que elas podem ser úteis à outras pessoas, compartilhe, recomente este conteúdo, pois você pode salvar uma vidinha inocente. 

Obrigado.

O perigo da automedicação

- Nenhum comentário

Você já pensou nos perigos da auto medicação? 


As consequências da automedicação podem ser extremamente perigosas, podendo causar problemas maiores, inclusive ocasionando a internação do paciente ou até mesmo levar ao óbito. 

Leia também

Conheça os perigos da automedicação para evitar o risco de uma reação adversa. 

Não misture medicamentos 


Quando você toma vários remédios diferentes corre o risco de tomar algum que não pode ser misturado com outro, até mesmo por razões de segurança. Muitas vezes um tipo de medicamento pode acabar reduzindo a finalidade do outro, causando assim, o retardamento da cura. 

Medicamentos vencidos 


Um medicamento vencido pode ocasionar outro tipo de problema ou não causar efeito algum. Sempre verifique a data de vencimento dos remédios, pois é uma pratica comum manter em casa alguns remédios que muitas vezes demoram a ser utilizados. 

Riscos da automedicação 


Os perigos da automedicação podem ser fatais quando tomados de forma incorreta. Ao estimar a própria dosagem, corre-se o risco de tomar uma dosagem muito pequena, o que não irá combater o problema, ou tomar uma dosagem além do necessário, que poderá ocasionar outro problema mais grave. 

A automedicação não é uma boa prática. Em um primeiro momento os sintomas podem desaparecer causando sensação de alívio. Contudo, você pode estar “acobertando” algo maior e mais grave que estaria por traz do sintoma que poderia ser diagnosticado por um médico e “combatido” em sua fase inicial. 

Alguém que se auto medica pode acabar hospitalizado, sendo assim, tome muito cuidado.

A importância da água

- Nenhum comentário
A água é um recurso natural indispensável aos seres vivos e ficaríamos numa situação extrema caso ela faltasse. 


Água Doce e Água Potável


Água doce - é aquela que não está presente no mar, disponível em rios, lagos, etc, com ou sem impurezas. Para consumo humano é necessário um tratamento específico.

Água potável - é aquela que pode ser consumida, com ou sem tratamento antes do consumo humano, pois não apresenta substância tóxica nem oferece risco. 

Tanto água doce quanto potável pode ser consumida, contudo, a água doce precisa de tratamento. 

É importante lembrar que nem toda água doce está disponível para consumo, pois a mesma se apresenta em forma de geleiras e calotas polares.

Leia também 
Descarte correto de pilhas e baterias 
A educação e o meio ambiente

Se olharmos o globo, a superfície do nosso planeta é composta por aproximadamente 75% de água. Parece absurdo que tanta água possa acabar. Pois bem, a maior parte do volume dessa água é salgada e encontra-se em mares e oceanos, sendo impropria para consumo. 

Por mais que muitas pessoas não acreditam nessa possibilidade, saiba que de acordo com diversos estudos e pesquisas, é possível que fiquemos sem água potável futuramente. 

As reservas de água potável estão diminuindo gradativamente, sendo assim, é necessário a conscientização de todos quanto ao seu correto uso. 

Precisamos inserir em nossa vida diária, hábitos que acabem ou reduzam o desperdício. 

Como acabar ou reduzir o desperdício da água 


→ Pequenas atitudes podem fazer grande diferença. Ao beber água coloque no copo a quantidade necessária. 

→ Verifique possíveis vazamentos em sua residência. Uma simples gota de água na torneira pode equivaler a litros de água no final do dia. 

→ Aprenda verificar o hidrômetro, pois através dele você pode detectar possíveis vazamentos de água. 

→ Um banho de poucos minutos pode oferecer a mesma eficiência de um banho demorado. Desligar o chuveiro enquanto esfrega o cabelo pode economizar vários litros de água durante o banho, pois um minuto de chuveiro ligado equivale a aproximadamente 15 litros de água. 

→ Aplique esta ideia durante a escovação dentária também, utilize a água somente quando necessário. 

→ Procure acumular uma certa quantidade de roupa suja antes utilizar a máquina de lavar, evitando assim, o uso demasiado de água. 

→ Você pode reutilizar a água da chuva. Por meio de calhas você é capaz de fazer com que a água escorra para uma caixa d’água ou até mesmo em baldes. Essa água pode ser utilizada para diversas finalidades como usar no vaso sanitário, lavar roupa, lavar o piso, etc. 

Lembrando que a água da chuva não é aconselhável para consumo próprio. 

Essas foram apenas algumas dicas, porem há diversas possiblidades de evitarmos o desperdício de água. Lembre-se, a economia da água é necessária, faça a sua parte. 

Se gostou das dicas compartilhe e deixe seu comentário, obrigado. 

Referências


A importância do sono

- Nenhum comentário
Já parou para pensar sobre a importância do sono. Ele é tão importante que ganhou até um dia especial, “O Dia Mundial do Sono”, comemorado em 16 de março. 

A-importância-do-sono

Dormir é algo necessário para o nosso corpo e quando não ocorre de forma correta podemos sofrer consequências, principalmente quanto a saúde. 

Leia também

Enquanto dormimos o corpo realiza algumas funções essenciais para a nossa saúde física e mental. O tempo necessário para que o corpo consiga realizar essas atividades repositórias varia de pessoa para pessoa, porem a média é de 7 a 8 horas. 

Infelizmente, muitas vezes por questão de necessidade, não podemos usufruir ter uma boa noite de sono. Nesse caso, a qualidade do sono também pode fazer grande diferença. 

Benefícios de uma boa noite de sono 


Dentre os benefícios que uma noite de sono bem dormida pode ocasionar, destacamos: 

▬ Bom humor. 
▬ Fortalecimento do sistema imunológico. 
▬ Produção e liberação de hormônios. 
▬ Consolidação da memória e aprendizado. 
▬ Recuperação energética. 
▬ Relaxamento muscular. 
▬ Desempenho físico e mental 

Quais são os efeitos de uma noite mal dormida 


Dentre os malefícios que uma noite de sono mal dormida pode ocasionar, destacamos: 

▬ Acidentes. 
▬ Problemas de memória como raciocínio lento. 
▬ Desatenção dificultando o aprendizado. 
▬ Dores de cabeça. 
▬ Peso nos olhos. 
▬ Estresse. 
▬ Mau humor. 
▬ Irritação. 
▬ Perda de energia física e mental. 
▬ Cansaço. 
▬ Etc. 

O sono depois do almoço (sesta) 


A “sesta” é um cochilo, que geralmente ocorre, depois do almoço. 

Você provavelmente já notou que após o almoço sentimos um pouco de sonolência, pois isso ocorre porque nesse período o cérebro concentra um fluxo sanguíneo maior no estômago para efetuar a digestão. 

As “sestas” podem trazer benefícios, contudo, não podem ser exageradas, pois devem variar em torno de 10 a 30 minutos, mais do que isso podem ocasionar indisposição.

Referências: